Fundada em 10 de abril de 1909, a Banda Lira Itapirense acaba de completar 109 anos de uma história marcada não só pela tradição centenária, mas também por muita credibilidade perante a sociedade. Com uma gestão séria e focada na melhoria contínua e expansão das atividades, o ano de 2018 é marcado também por novos desafios.

Neste ano, por exemplo, a Banda Lira assumiu a coordenação do projeto de musicalização nas escolas municipais, em uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação. O ‘Viva Música Educação’ atende a mais de 1.400 alunos da rede básica. Já na parceria com as secretarias de Cultura e Turismo e de Promoção Social, os projetos ‘Escola de Música’ e ‘Viva Música’ também atendem cerca de 800 alunos em entidades e núcleos, totalizando perto de 2.200 pessoas beneficiadas com as atividades.

Fora isso, a corporação que agora possui formação sinfônica também segue com cada vez mais apresentações e concertos – que somam quase uma centena de eventos por ano. O resultado de todo o trabalho veio em forma de um reconhecimento muito importante em 2017, quando a Banda Lira Itapirense foi qualificada pelo Ministério da Justiça como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público).

A Banda Lira Itapirense em sua formação sinfônica (Paulo Bellini/Divulgação)

“Quando a gente olha para a nossa atuação e vê o êxito nos trabalhos sociais e artísticos, sempre superando nossas próprias expectativas pela qualidade, quantidade de eventos e número de alunos, ficamos realmente muito felizes e orgulhosos”, comenta maestro Maurício Perina. “A elevação da Banda à condição de OSCIP foi um acontecimento muito importante, o que elevou também nossa responsabilidade. Agora, neste ano, assumimos um novo projeto junto à Secretaria de Educação, demandando ainda mais comprometimento”, acrescentou.

De acordo com Perina, a gestão administrativa e artística da Banda Lira sob uma ótica extremamente profissional reflete diretamente no crescimento da instituição. “Isso é muito positivo e demonstra a credibilidade da instituição. Temos muito a comemorar. É resultado da seriedade dos músicos, da equipe técnica e da diretoria. E também, claro, de todas as pessoas que já passaram pela Banda, músicos, diretores e maestros do passado, também com muito comprometimento, e de todos os colaboradores que direta ou indiretamente nos ajudam no dia-a-dia e muitas vezes nem mesmo aparecem. Todos são responsáveis pelo nosso sucesso”, frisou.

Na esfera artística, uma das provas da grande credibilidade conquista pela Banda Lira foi um recente convite para uma apresentação internacional. Embora ainda não confirmada, é possível que neste ano a corporação faça um concerto na Bolívia. Para celebrar o aniversário de 109 anos, um concerto especial será realizado neste domingo (15), no salão social do Clube de Campo Santa Fé, com participação do Coral Cristália e tendo como convidado especial o cantor italiano Tony Angeli. A entrada é gratuita, mediante doação de um quilo de alimento não perecível. O evento começa às 20h00.

Depois do evento, a diretoria já começará a discutir as comemorações dos 110 anos, marco que será celebrado em 2019. Hoje, a Banda Lira Itapirense é considerada uma das mais antigas bandas musicais em atividade ininterrupta no país. Desde sua fundação vem prestando serviços à comunidade de Itapira e região, participando ativamente de eventos cívicos, culturais, religiosos, concertos didáticos e festas populares.

Além da parceria com a Prefeitura, a corporação também conta com o patrocínio do Laboratório Cristália por meio da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) do Ministério da Cultura do Brasil. Mais informações podem ser obtidas pelo site oficial www.bandaliraitapirense.org.br. As atividades também podem ser acompanhadas pela página no Facebook (www.facebook.com/bandaliraitapirense). A sede fica na Rua Comendador João Cintra, 41, no Centro. Informações também pelo telefone (19) 3813-3330 ou pelo e-mail contato@bandalira.org.br.

Comente via Facebook 😉