Nascido em Amparo (SP), o artista plástico auditada, ativista e palestrante Sérgio Nardini deu a largada para a busca de recursos com o objetivo de viabilizar a publicação do livro ‘Pai de Rodinhas’, sua autobiografia que relata de uma forma divertida suas sua fascinante experiência da paternidade e também as aventuras e desventuras vividas intensamente durante sua jornada de “vida adaptada”.

Para viabilizar seu projeto, o amparense lançou através do site Catarse uma campanha para captação dos recursos necessários. As pessoas interessadas em conhecer essas histórias e comprar seu exemplar devem acessar a página www.catarse.me/paiderodinhas. Empresa também pode colaborar de forma imersiva neste projeto, tornando-se agentes transformadores ao assumirem um compromisso com a responsabilidade social, em especial às pessoas com deficiência.

Tetraplégico, Nardini relata numa linguagem descontraída e bem humorada suas histórias que derrubam paradigmas relacionados ao universo das pessoas com deficiência. Traz reflexões sobre o poder de nossas escolhas, além de nos mostrar que só é possível realizar sonhos quando reconhecemos e aceitamos nossas limitações, explorando devidamente nossas ferramentas internas.

O autor tem hoje no voluntariado a mola propulsora para seu desenvolvimento pessoal, tendo em vista que não consegue mais pintar devido à progressão da doença neuromuscular congênita chamada Atrofia Muscular Espinhal Progressiva tipo II, que o deixou tetraplégico gradativamente.

Além dos exemplares impressos e da logomarca no livro, a empresa recebe uma palestra, dinâmica e criativa, sobre a importância da saúde emocional aos seus colaboradores, ministrada pelo autor do livro. O livro “PAI DE RODINHAS” conta com apoio do portal CONTI outra© com mais de 2 milhões de seguidores no Facebook e outros 86 mil, entre o Instagram e o Twitter. Idealizado pela psicóloga Josie Conti, o site traz em seu conteúdo artigos, vídeos e entrevistas nas áreas de comportamento, literatura, arte e entretenimento, cultura e educação. Quem quiser saber mais sobre o livro e o auto podem acessar a página www.facebook.com/paiderodinhas.

Comente via Facebook 😉