O Megaphone Cultural noticiou há dez dias a realização do Jogo Oasis no Jardim Damasco. No próximo fim de semana, 16 e 17 de Dezembro, o projeto chega na etapa de mutirão. O jogo de transformação social Oasis parte da premissa de que todos os lugares possuem os talentos e recursos para realizar os próprios sonhos. Nesse sentido, na etapa anterior do projeto a população local foi reunida e estimulada a construir sonhos coletivos. Campo de futebol, praça com bancos, árvores frutíferas e brinquedos para as crianças foram alguns dos sonhos projetados em maquetes pelos moradores do Jardim Damasco, bairro localizado próximo à Estrada da Cachoeira de Cima, no último domingo, 10. Mais de vinte pessoas – a maioria do Jardim Damasco, compareceram ao Encontro dos Sonhos, terceira etapa do Jogo Oasis. A próxima etapa é o que os organizadores chamam de “Milagre” ou “mutirão mãos na massa”, que ocorrerá nos dias 16 e 17 de Dezembro.

Lara Legaspe, 30, bióloga e uma das articuladoras desta edição do Jogo Oasis – cuja iniciativa é do Coletivo Cipó de Saber em parceria com o Coletivo A-Rumo -, afirma que “os articuladores estão empenhados em estimular a cooperação para que o resultado destes dois dias de mutirão sejam extraordinários. A hora é de buscar coletivamente os recursos e talentos para construir o campo de futebol, os bancos, parquinho para as crianças e a praça. Todos os participantes, moradores ou quem mais se interessar, poderão colocar as “mãos na massa”, juntos e em prol da realização de um mesmo sonho. Quem se interessar em participar do mutirão poderá se dirigir até o Jardim Damasco, que fica ao final da Avenida Padre Jaime, após a ponte que passa por cima da conhecida “linha de trem da Fepasa”, nos dias 16 e 17, das 9 às 17h”, completa Legaspe.

Alguns resultados da união

Foram obtidas as mudas de árvores frutíferas, algumas tintas e alimento para o almoço coletivo de um dos dias do mutirão. E a partir da articulação com a rede de contatos dos participantes que já foi localizado um interessado em doar dois dos bancos de madeira feitos pelo mesmo, artesanalmente.

O jogo surpreende os participantes

Dona Cida, mãe de um dos cidadãos especiais que moram no bairro, recebe os participantes do Oasis na garagem de sua casa desde o primeiro encontro (08/12). Durante uma das atividades do jogo, retirou justamente a carta “Acolhimento”, dentre todas as existentes no “baralho” temático do jogo. Em todos os encontros são realizadas danças circulares e outras tecnologias sociais como dinâmicas de grupo, que compõe o método do Jogo Oasis, criado pelo Instituto Elos. Os articuladores do mutirão ressaltam que o movimento não tem cunho religioso e não está ligado a partidos políticos.

Recursos materiais que podem ser doados para fazer a diferença:

– bancos de cimento para praça
– tinta (para madeira e metal)
– lixa (para ferro e madeira)
– pincéis
– pneus
– empréstimo de ferramentas para trabalhar com madeira, metal e para manejar a terra
– empréstimo de tenda para proteger do sol
– galão de água mineral
– copos (de preferência não descartáveis)
– capim seco para cobrir o solo
– terra vegetal
– mudas de hortaliças para pequena horta
– mudas de flores para ornamentação
– saco de lixo
– luvas
– areia
– cimento
– brita
– o que você achar que possa ser útil para nosso mutirão
Recursos humanos:
– marcenaria
– pintura
– solda
– montagem de brinquedos para crianças
– recreação com as crianças
– cozinha para almoço coletivo
– montagem de tenda para proteção do sol
– registro fotográfico / filmagem
– articulação com poder público para conseguir doações de equipamentos de lazer (academia da terceira idade e brinquedos para parquinho)
– qualquer serviço relacionado ao bem estar dos participantes (massagem, reiki, oficinas, música, teatro, dança… )
– coordenação do empréstimo de ferramentas (etiqueta e controle do fluxo)
– seu talento

A participação é gratuita.

https://www.facebook.com/events/379686515816584/

Comente via Facebook 😉