Publicidade - Anuncie aqui

Uma campanha solidária desencadeada em Itapira visa arrecadar recursos financeiros para aquisição de uma prótese ortopédica para a jovem Ana Cláudia Alves de Lima, 28. Uma deficiência congênita resultou na má-formação de seu membro inferior esquerdo, limitando seus movimentos e reduzindo sua mobilidade. A prótese custa cerca de R$ 17,7 mil. Um modelo que poderia ser fornecido pelo SUS (Sistema Único de Saúde) não atende às necessidades de Ana Cláudia, não permitindo que realizasse os movimentos com os quais sempre sonhou.

Publicidade - Anuncie aqui

Um bazar que venderá roupas novas e usadas a preços populares – todas as peças foram doadas por amigos, familiares e até lojistas – será o primeiro evento de uma corrente que deve se estender com outras ações. A iniciativa acontece neste sábado (9) na Rua Allan Kardec, 144, na Vila Izaura. Os valores variam de R$ 1 a 10, tudo para ajudar a custear a prótese de Ana. Com uma postura extremamente radiante e sempre bem-humorada, a jovem é exemplo de superação e de perseverança.

Desde bebê passa por tratamento e já foi submetida a cirurgia para retirada de parte do membro, possibilitando assim o encaixe de uma prótese. “Fiz uma amputação e achava que já poderia colocar a prótese, mas isso não ocorreu. O SUS não me dá nem mesmo previsão de quando poderia receber o equipamento. O pior foi quando fui informada de que essa prótese não me deixaria, por exemplo, andar de bicicleta. Fiquei muito triste, mas depois comecei a pensar no que poderia fazer para arrecadar fundos, e optei por bazar e rifas, por exemplo”, comentou.

O aparelho que é adequado para o caso de Ana Cláudia não é fornecido pela rede pública, somente em empresas privadas que atuam no segmento. De acordo com ela, a prótese será adquirida de uma empresa campineira especializada em fabricação de próteses de fibra de carbono. “Um dia, refletindo sobre minha vida, me lembrei de quando era criança e minha mãe me levava a um centro de acolhimento em São Paulo e, lá, eles faziam diversas ações para arrecadação de fundos. Uma dessas ações eram os bazares, que sempre aconteciam e ajudavam muito a instituição”, contou Ana ao comentar sobre a ideia de promover um bazar para angariar fundos para a prótese. Mais informações e outras formas de contribuir podem ser obtidas no perfil oficial de Ana Cláudia no Facebook.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1254444621327390&set=a.499991420106051.1073741846.100002855937110&type=3&theater

Comente via Facebook 😉